domingo, fevereiro 18, 2007

DE WOODY ALLEN A HERMAN JOSÉ

Esta crítica sobre o filme «SCOOP» é da autoria da Marta de A Página da Marta:

“Scoop” –
em termos jornalísticos significa um “furo”, “notícia bombástica, sensacionalista” , capaz de derrubar um partido, um governo, uma empresa conceituada, um empresário e azar dos azares, no filme de Woody Allen com o mesmo nome, quando descobre isso, o jornalista está morto, na barca que atravessa o mar da eternidade…

Como, enquanto vivo, ele perseguia até às últimas consequências as pistas para obter o exclusivo, e a dica que teve sobre o assassino do tarot é boa demais para se perder, aparece a uma estudante americana de jornalismo (Scarlett Johansson), em férias em Londres, que assiste ao espectáculo de magia de Splendini (Woody Allen) e está a participar como voluntária num dos seus truques.

Claro que ela fica curiosa com a aparição e com as informações e com a ajuda relutante de Woody Allen, um mágico envelhecido e um pouco acomodado, começa a investigar o suspeito, que não é nada mais, nada menos do que Lord Peter Lyman, um jovem e promissor político.

Com a ajuda da amiga, consegue insinuar-se e movimentar-se no mesmo meio do jovem empresário e político, mas, tudo o que descobre parece ter uma explicação lógica e é, como lhe diz um jornalista experiente, mera especulação que a poderá prejudicar seriamente na carreira. Até porque a polícia diz ter capturado o assassino do tarot….

O apaixonar-se pelo jovem empresário e político é previsível e os planos de um futuro a dois começam a ganhar forma, e é, portanto Splendini, a quem o jornalista morto volta a aparecer, que encaixa as últimas peças do puzzle.

Quem é na verdade Lord Peter Lyman – vão ver o filme, simples, com uma história bem estruturada e interpretada, com Scarlett Johansson a mostrar o que vale como actriz, pois aparece como uma estudante, cheia de sonhos, descuidada, pouco preocupada com a sua imagem.

Marta Maria Teixeira
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

E AS GARGALHADAS, HERMAN?


Tal como Woody Allen, Herman José habituou-nos a rir... por isso é normal que em cada programa dele nós queiramos rir, exijamos que ele e os seus actores nos façam rir!!!

Mas não foi isso que aconteceu na semana passada na estreia de Hora H, o novo programa do Herman: vi o programa do princípio ao fim e não dei uma única gargalhada, nem sequer esbocei um ligeiro sorriso, embora saiba de pessoas que se fartaram de rir... Por mim, espero estrear o riso no programa de hoje, mas pelo que vi pelo 1.º episódio estou muito céptico.

Se Herman precisa de alguém que lhe escreva os textos, eu faço um preço baratinho, não é que eu tenha muito sentido de humor mas acho que poderia fazer melhor que por um actor todo nu durante vários minutos em várias cenas, à mistura com os risinhos não contidos de Ana Bola - aqui uma ressalva para a Ana Bola cujos sketches semanais na TSF estão fantásticos! Quanto a este novo actor a trabalhar com o Herman- e que faz mais de 50% do programa - acho que lhe vai acontecer o mesmo que ao Nuno Lopes: em breve estará numa telenovela brasileira, com certeza... não só para fugir ao Herman mas porque parece que o puto tem talento (estou a falar de talento de actor, dos outros «talentos» não tenho opinião formada, hehehe...).

Mas para dizer a verdade, e a julgar pela estreia, ainda não percebi que tipo de programa é o Hora H, se é uma comédia, se é entretenimento ou se é uma tragédia!!!! Neste momento vejo mais o Herman como entrevistador, penso que nas entrevistas ele ainda tem espaço na TV em Portugal. Para remakes do Tal Canal ou Humor de Perdição, já não tem hipótese, pois o humor televisivo em Portugal mudou - e muito - nos últimos anos.
Mesmo assim vou querer ver o programa de hoje do Herman,só espero que a SIC não se lembre de o por a concorrer directamente com os Gato Fedorento!

20 Comments:

At fevereiro 18, 2007 5:24 da tarde, Blogger Alvaro Gonçalves said...

Oi amigo,

Assim espero poder trata-lo.
Estive no blog da Vera e lá o vi num de seus comentários e foi assim que me deu curiosidade de por aqui passar, e gostei do que vi e li.
Foi um prazer, espero poder cá voltar.
Xi - corações mil.

 
At fevereiro 18, 2007 7:42 da tarde, Blogger Teresa David said...

Concordo plenamente com o que se refere ao Herman José, pois me pareceu uma desilução o 1º programa onde não consegui tb rir. Quanto ao Scoop não concordo, pois o achei tremendamente inferior ao match point, que é um filme com a inteligência a que o Woody Allen nos habituou, enquanto este se fica pelo morno!
obrigada pela visita, e tudo de bom para si nesta semana que está prestes a começar.
Bjs
TD

 
At fevereiro 18, 2007 9:02 da tarde, Blogger foreveryoung said...

Não vi o filme, e já há muito que não vejo os programas do Herman...

 
At fevereiro 18, 2007 9:29 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Herman José está morto e bem morto só consegue fazer o que faz neste país onde não há qualquer exigência mínima de qualidade. É um programa sem qualquer valor, anacrónico, básico, primitivo, medíoce, não merecendo sequer estar no 15º lugar das audiências.
Infinito+

 
At fevereiro 18, 2007 9:48 da tarde, Blogger Su said...

o herman já era-------------acabou faz tempo...............o ridiculo é ele não se dar conta............

jocas maradas

 
At fevereiro 19, 2007 12:04 da manhã, Blogger PSousa*Bancada Directa* said...

Parece que está a ser um flop este programa do Herman, mas como pessoa inteligente queé, pelo menos o considero, penso que mudará de estratégia se vir que algo está mal, como se confirma, a ver vamos se assim acontece, ou pode ser um fim anunciado do humorista, que gosto de ver muito em talk shows...

Abraço

 
At fevereiro 19, 2007 12:42 da manhã, Blogger Conceição Bernardino said...

Boa noite,

Eu não sou de ninguém!... Quem me quiser
Há-de ser luz do Sol em tardes quentes:
Nos olhos de água clara há-de trazer
As fúlgidas pupilas dos videntes!
“ Flor bela Espanca”

Esta é a forma que eu encontro para comentar
A mais pura a que eu vos quero entregar
A minha amizade...
Conceição Bernardino
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 
At fevereiro 19, 2007 11:49 da manhã, Blogger Lia said...

Não vejo televisão há mais de três anos e não me parece que tenha perdido grande coisa.

Quanto ao filme, ainda não tive oportunidade de o ver.

Beijinhos

 
At fevereiro 19, 2007 12:22 da tarde, Blogger Isabel-F. said...

Não gosto do Woody Allen.

Quanto ao Herman ... tenho pena dele ... já foi chão que deu uvas ...

boa semana
bjs

 
At fevereiro 19, 2007 12:36 da tarde, Blogger veritas said...

Olá Alexandre:

Também vi o "Scoop". Em relação a outros filmes do Woody Allen fiquei um pouco desiludida. Esperava mais. É um filme divertido e ligeiro. Quanto ao programa do Herman não vi. Nem sabia que ele tinha um novo programa. Vou ver, para depois formular uma opinião.

Bjs. Bom carnaval.

 
At fevereiro 19, 2007 1:55 da tarde, Blogger HelloCátia said...

oiiii
que animaçao neste teu cantinho...
gostei muito, eheheh
beijinho

 
At fevereiro 19, 2007 3:03 da tarde, Blogger Pontos_nos_psis said...

Alex, ainda não vi o filme do Woody Allen, nem tampouco assisti ao programa do Herman, portanto não consigo ter opinião sobre estes assuntos :( . Beijinhos e bom Carnaval

 
At fevereiro 19, 2007 8:15 da tarde, Blogger Betty Branco Martins said...

Pois - pois!

Herman___________que desilusão! mas também já faz muito tempo que ele anda a desiludir__________graça! já não tem e por vezes até toca as raias do deplorável

Beijinho com carinho

 
At fevereiro 20, 2007 12:23 da manhã, Blogger José Alberto Mostardinha said...

Viva Alexandre:

... e quem é esse senhor que dá pelo nome de Herman José?
Não conheço.
Será um sujeito que há alguns anos atrás chegou a fazer um género de humor que realmente agradava ás pessoas?

Passa uma óptima semana.
Um abraço,

 
At fevereiro 20, 2007 1:44 da tarde, Blogger Isabel-F. said...

coo não há posta nova...
fica um bom dia

bj

 
At fevereiro 20, 2007 1:44 da tarde, Blogger Isabel-F. said...

.... como ...

 
At fevereiro 20, 2007 8:43 da tarde, Blogger Laura said...

Alex querido,
Que bom voltar aqui;)
Sobre o Herman, dá tempo, deixa os personagens crescer, os actores não são máquinas....são processos criativos. O que vimos é apenas o início. Eu ri muito, mas eu sou suspeita para falar.
Quanto aos comentários sobre o meu outro amor, o Woody Allen, fico impressionada com a facilidade que as pessoas têm para falar e criticar o trabalhinho alheio. Eu vi TODOS os filmes do Allen, li os livros e conheço muito bem, o suficiente para aceitar as boas opiniões, as boas apenas.
O blog que faz então 1 aninho e que vai muito bem, eu gosto.
Tantos beijos

 
At fevereiro 21, 2007 8:37 da tarde, Blogger Claudia said...

Eu vi o Scoop e deixou um cadito a desejar, gostei, mas pensei que fosse melhor...
quanto ao Herman, para mim já perdeu um cadito da piada... já algum tempo que nao vejo programas dele

 
At abril 14, 2008 12:15 da manhã, Anonymous Hugo said...

quem mistura merito profissional com opções sexuais não é credivel, informe se e pense duas vezes antes de dizer que estamos sem rumo... a ok com dissertações destas é normal esta falta de rumo! aprenda!que pena, eu, dos meus 15 anos , olhar para um mundo com adultos assim , por afvor, antes de falarem na classe juvenil, olhem se ao espelho!

 
At agosto 29, 2008 2:16 da manhã, Anonymous Miguel mATOS said...

Que pena tao mau tao mau e foi nomeado para MELHOR programa de humor do festival de monte carlo com outras merdas como o tHE OFFICE! Por aqui vemos a inteligencia apreciativa do nosso pais, continuemos com humor inespriente é o que de melhor se faz e acima de tudo o que melhor se percebe!
CUREM SE

 

Enviar um comentário

<< Home