quinta-feira, fevereiro 01, 2007

PRAIAS DA COSTA TENDEM A DESAPARECER


Na sequência do post anterior, FUNDAMENTALIDADES esteve presente na conferência de imprensa promovida pelo GEOTA sobre os problemas da Erosão Costeira e a destruição das dunas e das praias da Costa da Caparica, assunto que tem sido referido amiúde na comunicação social nas últimas semanas.
A presença de inúmeros especialistas cativou uma assistência motivada e interessada sobre o futuro a curto prazo de uma das zonas mais procuradas pela população lisboeta - e não só - para o lazer, o que advém do facto da existência de antigos parques de campismo e da proximidade de Lisboa - aliás, Lisboa é a única capital europeia que tem praia nas suas fronteiras, facto que, infelizmente, não tem sido aproveitado pelos poderes político e local. Pelo contrário, é uma vergonha o estado lastimável de degradação e abandono a que chegou a zona da Costa, zona de banhos por excelência nos anos 60 e 70.
Joanaz de Melo (na imagem) foi um dos intervenientes mais críticos em relação ao «remendo» que se está a fazer nas praias onde o mar já avançou pela dunas: retirar areia para colocá-la mais atrás (ver imagens) não parece ser a opção ideal, já que as marés cheias voltam a levar essa areia - é um esforço inglório que muitos dos especialistas não compreendem que possa estar a ser feito. É toda a zona que fica em risco... a não ser que haja um propósito de acabar de vez com os parques de campismo!!!
Há muitos anos que deixei de frequentar as praias da Costa da Caparica, e tenho pena que aquelas paisagens únicas tenham chegado ao ponto a que chegaram!


Imagem de uma assistência interessada e participativa

(a tocar «Final Countdown» dos Europe, que tem muito a ver com a contagem final para que caminha este planeta)

15 Comments:

At fevereiro 01, 2007 8:12 da tarde, Blogger MARTA said...

Olá, Alexandre.
Como sempre, o texto está brilhante e não podias realmente ter escolhido outra música.
Não sei realmente se não estamos mesmo na contagem final para o caos.
Beijos e abraços
Marta

 
At fevereiro 01, 2007 9:43 da tarde, Blogger foreveryoung said...

Infelizmente isso é bem verdade!
Bjs

 
At fevereiro 01, 2007 11:32 da tarde, Blogger geo said...

antes de mais...dizeres que eu devia tar a escrever com os do gato fedorento é bst exagerado porque eles sao os maiores e eu apenas relato aquilo que penso que ta mal neste país lol

quanto ao teu post é mais um fantastico! Infelizmente as pessoas por vezes nao pensam muito bem e certos remendos so adiam o inevitável...eu por acaso nao frequento muito a costa da caparica pk eu tenho casa no algarve portanto vou mais para la, mas acho muito mal os dirigentes do conselho da caparica nao pensarem em soluçoes para as praias que mais visitadas sao no verao...mas enfim...

a musica está bst bem escolhida sim lol...adapta-se perfeitamente

um abraço

 
At fevereiro 02, 2007 12:32 da manhã, Blogger Andreia do Flautim said...

É uma questão preocupante, se o mar entra por aí a dentro...

 
At fevereiro 02, 2007 9:46 da manhã, Blogger Isabel-F. said...

... claro que andar com a areia dum lado para o outro não resolve nada ...
... não percebo nada disso , mas certamente sem a construção de paredões não se chega a lado nenhum...

como tu tb tenho imensa pena ... e vergonha ... que nada se faça na nossa costa ...
podíamos ter praia desde a Costa quase até ao ALgarve ... se se fizesse alguma coisa ... claro...

bom fim de semana
bjs

 
At fevereiro 02, 2007 11:47 da manhã, Blogger Lusófona said...

Num Município do Rio de Janeiro, Atafona, o mar já invadiu 15 quarteirões, destruindo aproximadamente 500 imóveis.

A erosão em Atafona está sendo estudada há anos, e o principal motivo do fenômeno foi a interferência do homem.

Em dezembro, escrevi sobre este assunto... é a natureza a revoltar-se contra os maus tratos...

 
At fevereiro 02, 2007 1:57 da tarde, Blogger José Alberto Mostardinha said...

Viva Alexandre:

O meio ambiente tem que ser visto como um todo... e todo o mundo.
Só assim se poderão resolver os graves probemas que já se levantam e que se levantarão nos anos mais proximos para a humanidade.

Aguardo a tua importante opinião no que diz respeito ao último artigo colocado no Estados Gerais. Pode ser que eu esteja a analisar mal a situação e assim poderei corrigi-la.

Um abraço,

 
At fevereiro 02, 2007 2:02 da tarde, Blogger Márisa said...

Olá, tenho andado desaparecida mas já pus a minha leitura em dia. Em relação a este e ao último post muito se tem falado, mas pouco ou nada se tem feito. Vai ser muito dificil evitar o que se prevê, até porque há um comodismo muito grande instalado. Enfim...

Gostei imenso do poema! :-) é lindo, apesar de triste.

Já te linkei! Assim é mais fácil visitar-te!

Beijocas e bom fim de semana

 
At fevereiro 02, 2007 3:21 da tarde, Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
Cá estou eu de novo para prestar a minha homenagem de beleza,
Cada dia que passa gosto mais de visitar o seu blog é fantástico e tem me ensinado muito.
Obrigada pelo ensinamento.
Beijinho
Bem-haja
Conceição Bernardino

http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 
At fevereiro 02, 2007 7:26 da tarde, Blogger anokas said...

enfim... é assim neste país... deixa-se tudo para a última!
é a triste realidade!
bjokas da anokas ;)

 
At fevereiro 02, 2007 7:47 da tarde, Anonymous Jofre Alves said...

Caro Amigo, passei para ver e apreciar o teu blogue, cuja intensidade e qualidade me atrai. O tema e verdadeiro. Bom fim-de-semana.

 
At fevereiro 02, 2007 7:54 da tarde, Blogger Joana said...

Podiamos ser um país tão melhor...
Epá, eu tenho uma vontade enorme de poder intervir, mas os meus 14 aninhos limitam-me! Mas quando tiver mais e idade e for mais respeitada, porque ninguem costuma dar ouvidos aos mais novos, darei as minhas mãos ao trabalho! Hei-de tentar mudar algo, por muito pequeno que seja o gesto. (espero nao ser demasiado tarde)
Só de pensar que me rebolava nas dunas quando era pequena e que agora já nada disso resta, que tristeza..
Mas quando será que tomamos alguma consciencia? ai ai...
beijocas e bom fim de semana *

 
At fevereiro 02, 2007 8:06 da tarde, Blogger Alexandre said...

Joana,

és muito nova, é certo, mas tenho a certeza que és e vais ser uma cidadã muito consciente... assim espero que todos os jovens sigam o teu exemplo. Obrigado... aliás, o mundo que ficará é mais para vocês que para nós... assim os mais velhos não o danifiquem mais!

Beijokas

 
At fevereiro 02, 2007 8:33 da tarde, Blogger david santos said...

Olá, Alexandre.
Mais um bom trabalho.
Bom fim-de-semana

 
At fevereiro 06, 2007 12:48 da tarde, Anonymous carlota1971@gmail.com said...

Olá Alex!
Este tema é, de facto, uma realidade preocupante e o texto em si alerta-nos para isso. Posso falar da experiência que tenho desta zona e das praias da Costa.

Desde pequena que os meus pais sempre frequentaram a Praia do Inatel e a Praia de S. João. As fotos que temos no nosso álbum de recordações mostram a imensidade de areal que aquelas praias tinham, uma coisa fora do normal mesmo.

Em 2006, frequentei com regularidade as Praias de S. João, junto ao Bar "Pé Nú" e "Bicho d´Água" e, é triste, ver que apesar de já serem pequenas nessa altura, agora praticamente não existem.

Mais uma vez a força da natireza prevalece à do Homem e mais uma vez o Homem não pára para pensar que tal como a sua vida não é eterna a natureza também não.

Parabéns pelo texto!

Um beijinho, Carla Rodrigues

 

Enviar um comentário

<< Home