quarta-feira, dezembro 06, 2006


Ontem ao fim da tarde o ambiente era o mais familiar possível no auditório da SPA em Lisboa, que se encheu de pessoas interessantes e interessadas em acompanharem a viagem que Afonso Dias (na foto ao lado) fez por alguns dos poemas de António Gedeão, em especial os menos conhecidos.

Afonso Dias foi magistralmente acompanhado ao piano por António Hamrol, que também interpretou peças a solo.

Na plateia, muitos notáveis, entre os quais o Presidente da SPA, Manuel Freire, que nem de propósito é o compositor do tema que está tocando e que faz parte da própria história de Portugal, «Pedra Filosofal», e um dos filhos de António Gedeão / Rómulo de Carvalho.

O evento inseriu-se na comemoração do centenário do nascimento do professor poeta ou vice-versa. Em todo o tempo se respirou António Gedeão!



5 Comments:

At dezembro 06, 2006 5:29 da tarde, Blogger veritas said...

Adoro António Gedeão...

Bjs. Boa semana.

 
At dezembro 06, 2006 8:30 da tarde, Blogger deep said...

Uma merecida homenagem, sem dúvida.

Bom resto de semana.

 
At dezembro 07, 2006 12:54 da manhã, Blogger Cocas said...

Passei para te deixar um beijo e espero que estejas tudo bem :)
Beijos

 
At dezembro 07, 2006 10:13 da manhã, Blogger MARTA said...

Gostei de ler o teu texto sobre a homenagem a António Gedeão.
Obrigada, Alex
Beijos e abraços
Marta

 
At dezembro 07, 2006 11:58 da manhã, Blogger Kalinka said...

Boas notícias por aqui.
Imagino a alegria de todos os presentes, num evento tão familiar e, de grande importância na vida literária da cidade de Lisboa.

Também presente o Presidente da SPA, Manuel Freire, o compositor do tema que estou ouvindo e que faz parte da própria história de Portugal, «Pedra Filosofal», e um dos filhos de António Gedeão / Rómulo de Carvalho.

Bem haja a todos vós.

 

Enviar um comentário

<< Home